Skip to content

Celso Oliveira: 40 anos de Ceará

Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry
Curta e Compartilhe

Sinopse

Documentário sobre a relação do fotógrafo carioca Celso Oliveira com o Ceará, estado que escolheu para morar desde 1980. Gravado em período de quarentena, de enfrentamento da Covid-19, a partir de entrevista com o próprio fotógrafo e depoimentos de outros profissionais e admiradores de seu trabalho, o vídeo desvenda a história, a memória e o afeto de um verdadeiro artista.

Ficha Técnica

Maria Amélia Mamede – Direção e produção Bacharel em Comunicação Social e Mestre em Sociologia. Tem 25 anos de experiência na área de comunicação e cultura. É jornalista responsável da revista Pense!. No setor cultural, participou da concepção, planejamento e execução dos eventos: Festival de Jazz & Blues, Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga, Bienal Internacional do Livro, dentre outros. Na área do audiovisual, trabalhou na produção executiva de projetos dos cineastas Joe Pimentel e Marcus Moura. Celso Oliveira – Colaboração Fotógrafo, começou a atuar em 1975. Carioca radicado em Fortaleza, trabalhou em importantes veículos da imprensa nacional como as revistas Veja e Visão, além dos Jornais O Globo, Meio Dia, O Povo e Diário do Nordeste. Foi laborista e fotografo da Agencia Central de Fotojornalista (primeira agência de fotografia de São Paulo). Trabalhou para agências de publicidade como Ítalo Bianch, MPM, Mark Propaganda, CBC&A, Slogan Criação Ilimitada e For4. Em 1994 fundou a editora Foto-Arquivo Tempo D’Imagem, responsável por grandes publicações na área de fotografia, algumas de sua própria autoria: Marde de Luz, A Corte Vai Passar, O Olhar de Cada Um, Brasil Bom de Bola, Visões do Imaginário e Quem Somos Nós, além dos livros editados pela Tempo D’Imagem. As fotos de Celso Oliveira ilustram paginas de outras publicações no Brasil e no exterior: Novas Travessias, Contemporary Brasilian Photografhy, de Maria Luisa Melo Carvalho (1996), CD Tempo de cidades, Nova York, EUA (1996), Verdes Lentes, de Zé do Boni, São Paulo, Brasil (1996), Ceará Terra da Luz (1996) e Brasil sem Fronteiras. Nos mais de trinta anos de profissão, Celso Oliveira Participou de diversas exposições individuais e coletivas, ganhando reconhecimento nacional e internacional com um trabalho que revela além da paixão pela fotografia o olhar sensível sobre o cotidiano e a cultura do Brasil.

Artista

Bacharel em Comunicação Social e Mestre em Sociologia. Tem 25 anos de experiência na área de comunicação e cultura. É jornalista responsável da revista “Pense!”. No setor cultural, participou da concepção, planejamento e execução dos eventos: Festival de Jazz & Blues, Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga, Bienal Internacional do Livro, dentre outros.

siga-me nas redes sociais