Skip to content

ExpoFoto #quarentena (2ª Edição)

Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry
Curta e Compartilhe

Sinopse

O Coletivo Perigrafia lança a segunda edição da ExpoFoto #quarentena, que conta com uma exposição online e catálogo digital, resultado de uma convocatória que tem como proposta pensar as relações afetivas, sociais e cotidianas durante esse período de isolamento, refletindo em nossas subjetividades.

Ficha Técnica

Curadoria:

Joyce S Vidal: Moradora do Carlito Pamplona, bairro de periferia em Fortaleza-Ce. É graduada em Audiovisual, é profissional também na área da fotografia. Sua atuação corre por algumas periferias de Fortaleza, não somente fotografando e escrevendo, mas dando aulas de fotografia, participando de rodas de conversa, encontros presenciais e online, em constante diálogo de nós pra nós! Já participou de algumas exposições fotógraficas, de varais à correr até dentro de instituções. Participou da exposição chamada “Budegas”, com fotógrafas e fotógrafos que são também integrantes do Coletivo Perigrafia. É articuladora e formadora no Coletivo Zóio. Atualmente é integrante com mais quatro pessoas na rede E.X.I.S.T.O Norte e Nordeste, que nasceu após terem ganhado edital do Desabafo Social para realização e compartilhamento de podcasts nas periferias urbanas e interioranas nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. Último ensaio lançado: ‘Praias Periféricas’, onde retratou por 4 anos o outro lado das praias nas periferias que a mídia tradicional não mostra!

Karine Araujo: É fotógrafa, iniciou seus estudos em fotografia em 2016 e, para além de fazer imagens, também busca discutir as questões envolvidas, desde referências à responsabilidade da imagem (estática ou em movimento) e de quem a faz.

Lucianna Silveira: Jornalista, moradora de Fortaleza, com raízes fortes no interior. Trabalha com fotografia desde 2014 e com audiovisual desde 2016, através do Coletivo Tentalize. Integra o Coletivo Perigrafia e também faz parte do grupo Drible Feminino. Já perambulou pelo rádio, na produção e realização de notícias e pautas e de materiais gráficos, em redes sociais e, sobretudo no texto. Dirigiu o documentário O peso do meu som, em que acompanhou o trabalho do grupo Batuque de Mulher, em que hoje também faz parte. Expôs, em dezembro de 2019, na exposição/instalação sonora Budegas, exposição coletiva e colaborativa. Gosta de trabalhar a comunicação popular, partindo da ideia de um olhar e de uma escuta mais humanizada, por meio da fotografia, do vídeo e do texto.

Produção: Yuri Juatama

Social Mídia: Gustavo Costa

Designers: Júnior Cavalcante e Leo Silva.

Artista

YURI JUATAMA

Fotógrafo e produtor de audiovisual, iniciou sua trajetória em 2016, atualmente é aluno do Curso de realização em audiovisual na Vila das Artes. Até aqui, participou de 5 curtas metragens. Conheceu a fotografia autoral em 2018, participou de várias exposições coletivas e individuais.

siga-me nas redes sociais