Skip to content

Museu da Cultura Cearense celebra Dia da Consciência Negra com sarau virtual ao vivo

Compartilhar:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Com transmissão no canal do Dragão no YouTube, o coletivo Sarau da B1 apresentará produções que celebram as potentes poéticas das periferias urbanas com microfone aberto.

 Integrando a programação do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura em alusão ao Dia da Consciência Negra, o Museu da Cultura Cearense exibirá, nesta sexta-feira (20), sarau virtual do coletivo Sarau da B1. A partir das 16h, no canal do Dragão no YouTube (youtube.com/dragaodomarcentro), os convidados se apresentarão ao vivo, com manifestações artísticas diversas em honra aos ancestrais pretos, além de convidar outros artistas para celebrar a potência das poéticas das periferias urbanas.

     Para Sabrina Morais, a ação se faz cada mais vai urgente, diante de um contexto de recorrência de casos de racismo no Brasil e no mundo: “Existimos num país racista e enquanto houver racismo, precisamos falar sobre isso”.

     O Sarau da B1 é um movimento independente realizado pelos Poetas de Lugar Nenhum, que acontece na periferia de Fortaleza, especificamente na pracinha da B1 no Conjunto São Cristóvão, no bairro Jangurussu. A realização chega à sua 60ª edição sendo símbolo de resistência e de uma produção múltipla e forte que tradicionalmente une poesia, música, teatro, capoeira e sorteio de livros.

Sobre os participantes

Viviane Siade é fotojornalista paraense, produtora cultural, arteira. Atualmente, coordena a biblioteca comunitária da Filó e faz parte do Batuque de Mulheres.

Sabrina Morais é poeta, produtora Cultural, atriz, performer. Em suas escritas poéticas e crônicas, aborda temas introspectivas, eróticas e inquietações cotidianas. Integra a coletiva de artistas negras de Fortaleza e região metropolitana Sarau das Pretas- Pretarau! E divulga suas escritas no instagram @pele.sentidos.temperatura.

Carlos Melo se autodenomina poeta marginalizado e se diz inquieto, utópico e inconformado. É estudante de Filosofia e agitador cultural.

Profeta é DJ e produtor. Já participou de apresentações de Isabel Gueixa, Raciocínio Cotidiano, Mc Dali, Impacto Feminino, Ernany RVM, e abriu apresentações do grupo gíria vermelha e do Mc Marechal. Tocou na Batalha do Dragão, na 1ª edição da festa Suor Preto e do Baile Jangu por Nós. Tocou e produziu o 1° Batalha na Pista, Filomena em Ação, Sarau da Filó e o Baile Black in the Hood, que tem como proposta realizar bailes pela zona sul de Fortaleza. É coordenador e idealizador da Biblioteca da Filó.

Serviço: Sarau Virtual da B1 em celebração ao Dia da Consciência Negra
Data: 20 de novembro (sexta-feira)
Horário: 16h
Transmissão: Canal do Dragão do Mar no YouTube (youtube.com/dragaodomarcentro)
Classificação etária: Livre
Acesso Gratuito